Carregando...

Cuidados com o HPV previnem o câncer

12/03/2019

Cuidados com o HPV previnem o câncer

O câncer do colo do útero é o terceiro mais presente na população feminina brasileira. Estima-se que existem 13 tipos de HPV oncológicos, com maiores chances de desenvolverem lesões e infecções do câncer. Essa proporção é persistente em dois subtipos do vírus, o HPV-16 e o HPV-18, responsáveis por cerca de 70% de canceres cervicais.

A infecção por esse tipo de vírus é muito comum, regredindo espontaneamente na maioria dos casos. Entretanto, há casos nos quais a infecção persiste de forma viral oncogênica, potencializando para um possível câncer, sendo de maior preocupação nas mulheres, mas que exige cuidados em ambos os sexos.

Se o vírus não for identificado e tratado existe a possibilidade de desenvolver, não apenas o câncer de colo de útero, mas, câncer na vagina, vulva, ânus, pênis, orofaringe e boca.

A transmissão do vírus se dá pelo contato direto com a pele ou mucosa infectada. O sexo ainda é a principal forma de contágio, incluindo contato oral-genital, genital-genital e até mesmo manual-genital. Tendo as chances de contágio de outras formas, como no parto.

O HPV pode ser um problema silencioso, já que, em muitos casos, não apresenta sinais. Sendo assim, é importante consultar regularmente afim de identificar o vírus ainda no início. Outra alternativa, para as mulheres, é a realização do exame de Papanicolau anualmente.